segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Tempo Novo


Sinto a linha tênue que prediz a mudança
frágil como o fôlego de minh'alma
Sonho, planejo, desejo
vejo num lampejo

Quero, temo, anseio
enfim receio
Quero me reencontrar
que rumo tomar?

Projeto na mesa
estratégia na mente
mas a mente mente
razão longe da ação.

No afã do desespero
vem o meu apelo
Peço sabedoria
busco atitude
projeto evolução.

Mudar, como?
agir, quando?
mudar as medidas
Viver coisas novas
sempre!

Desejar, Renovar, Amar
Sonhar, planejar, agir
Procurar, encontrar

Viver, viver, viver
Dificil? sim
Mas terrível é não ser.


Ingrid Faulstich




Um comentário:

Vivi Florzinha disse...

Sem palavras. Você me surpreende!