quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

" Eu te amo, ó Senhor, força minha
O Senhor é a minha rocha, a minha cidadela, o meu libertador;
o meu Deus, o meu rochedo em que me refugio;
o meu escudo, a força da minha salvação; o meu baluarte.
Invoco o Senhor digno de ser louvado e serei salvo de meus inimigos.(...)
Na minha angústia, invoquei o Senhor, gritei por socorro ao meu Deus.
Ele do seu templo ouviu a minha voz, e o meu clamor lhe penetrou os ouvidos.(...)
Do alto me estendeu Ele a mão e me tomou;
tirou-me das muitas águas.
Livrou-me do forte do inimigo e dos que me aborreciam,
pois eram mais fortes do que eu.(...)
O caminho de Deus é perfeito;
a palavra do Senhor é provada;
Ele é escudo para todos os que n'Ele se refugiam.
Pois quem é Deus senão o Senhor?
e que é rochedo senão nosso Deus?

Salmos 18: 1-3,6,16,17,30,31


Conhecimento e Sabedoria


A busca por conhecimento e sabedoria nunca é vã.
Sei que a Sabedoria absoluta é inalcançavel.
nunca estarei 100% certa, nem mesmo nesta afirmação.
O que sei é que:
Enquanto passo pela vida,
Não passo em branco
lições eu tiro da glória e da dor
da vida e do amor
Cada livro, muitas histórias
cada vida, muitas lições
Ao passar por mim quero de ti um olhar
e ao passar por ti espero que meu olhar
transmita a mensagem que sua alma aguarda.
Que sejamos companheiros ao plantar cada flor no Jardim de Deus
E que Ele nos regue a cada dia.

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Olhos, Janelas d’Alma


Olhos, Janelas d’Alma

E quando nossos olhos encontram outros olhos? O que se vê?

Olhos nos olhos, janelas com janelas

Enfim: Almas com almas, tão juntas que se enlaçam

Se questionam, se complementam, se transformam.

Dia a dia abrimos nossas janelas para outras janelas,
janelas novas e também janelas que conhecemos desde pequeninos

A vida assim corre, se renova e assim nossas almas florescem.


Ingrid Faulstich